segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Arde

E as congratulações e as felicitações e as exaltações e também as exclamações. Nada fazia sentido ali. E a música, o telão, o troféu, as danças. Nada combinava. Onde estava o ritmo tranquilo que tinha ouvido à tarde? E repetia cada passo na cabeça, porque gostava da dorzinha boa e do frio na barriga, de sentir saudade daquilo que ainda considerava seu. E lembrava cada cheiro, cada gesto, cada toque.
Vinha a lágrima enquanto todos riam. Disfarçava o choro, virava o rosto e olhava para a churrasqueira. Aquele fogo parecia mágico e fazia tudo parecer mágica. Vinham as palavras de tudo bem, meu bem, tudo vai ficar bem.
Foi embora sem que ninguém visse, sem ser notado, saiu anônimo e preferiu assim. Dali foi repetir os passos de verdade. E assistia, de olho aberto, sem fechar, os momentos que viveu naqueles dias. Os cenários eram os mesmos, os atores é que não estavam. E mesmo com o teatro vazio, o perfume estava ali.
E com cem passos apressados, quis fugir de algo que estava queimando. Corria, mas o fogo não cessava, o perfume não saía. Aprendeu a conviver com o incômodo e o cheiro. Percebeu então, que a dor não precisava mais ficar ali. Só devia permanecer o sentimento que parecia brasa, ardia como o fogo, aquele da churrasqueira. Mágico tal qual.
Desistiu de tentar entender qualquer coisa que fosse. Percebeu que é o ser humano, e ser humano é difícil, que ser humano dói. Não queria mais explicação, não queria pedido de perdão. Abriu sua janela à espera de um aceno de adeus que não chegou, do tchau eminente que ainda não tinha sido dito, do 'até logo' ausente que ainda não tinha ouvido. E com cada momento ainda vivo e respirando dentro de si, seguiu andando, sem encontrar o próprio passo, até onde a noite permitiu.

8 comentários:

confissoesaesmo disse...

Amigo,
Uma pequena obra de arte esse texto (como sempre).
Confesso que cheguei a me envolver com a história.
Abraço

Jana disse...

E tudo simplesmente passa...
Lindo texto!Como sempre...
bjus

Thais Goetz disse...

O cheiro de churrasco é melhor que a carne em si!

E tenho dito!

confissoesaesmo disse...

Texto relido (já q não tem novo).
E, me pergunto: como vc tá? bem?
Abrçao

Doug disse...

Liga o F...-se! Tem gente que não merece nada, nem um "tchau".

Lucas Alvares disse...

Todo jornalista que se preze tem que desenvolver uma boa experiência literária. Parabéns por mais um bom texto, você está no caminho certo.

Tanta Coisa! disse...

Chegando por aqui, MUITO BOM! Te linkei lá nos meus favoritos, ok? Bj

Beto disse...

"Percebeu que é o ser humano, e ser humano é difícil, que ser humano dói."

Por isso eu sou tão imperfeito. Sou humano.