sábado, 19 de julho de 2008

Bravo, bravíssimo!

Essa semana quando assisti na televisão uma entrevista de Dolores em sua festa de aniversário de 101 anos, imaginei que nos próximos meses ela nos deixaria. Já aparentava um pouco de fraqueza e rouquidão, apesar de tentar mostrar a todo custo que estava bem e forte. Mas a estadia da maior atriz de comédia do Brasil durou apenas mais alguns dias, bem menos do que poderia imaginar.
Dolores deixou a Terra sob muitos aplausos. Levou junto com ela a irreverência, o bom humor, a falta de memória e os peitos de fora. Deixou aqui uma história de mais de um século de vida e experiências que transcendem qualquer coisa que se limite apenas à vida ou morte.
Bravo Dolores, bravíssimo!

3 comentários:

CellaSing disse...

Fica triste não..

confissoesaesmo disse...

De blog em blog, caí aqui.
Li bastante coisa e, tal qual um roteiro de Almodóvar, adorei tudo!
Abraço

Thais Goetz disse...

Tenso

cadê as coisas que quase ninguém entende como deveria?

tô ficando tensa, e lendo até onde tudo volta ao normal!

até onde eu comecei a ter preguiça