terça-feira, 29 de julho de 2008

A terapia

PÉRICLES está sentado há pelo menos duas horas na sala de espera da clínica psiquiátrica indicada pela sua amiga Carla.
PÉRICLES: (pensando) Só a Carla mesmo pra me fazer matar serviço em plena terça-feira. Ainda bem que minha chefe acreditou na desculpa da avó morta. Imagina o que ela pensaria se eu contasse que estou vindo num consultório psiquiátrico. Ainda mais hoje, que era o meu dia de dar o dinheiro do pão de queijo pro escritório todo.

Por falar nisso, como demora essa consulta. Aquela gorda que entrou antes de mim toda suada e apertando uma bolinha massageadora com certeza tem muito mais pra desabafar com a doutora do que eu. Mesmo que aqui não seja uma clínica de lipoaspiração ela vai tirar um super peso das costas...hahahaha... nossa, eu estou cada vez mais engraçado...hahaha...peso das costas.. Ai ai... só eu mesmo. Mas bem feito, quem está pagando R$75 a hora é ela.

Ainda bem que tem essa televisão ligada aqui na sala de espera. Gente, e eu super acreditava que esse rapaz, Rafael Ilha ia se recuperar. Preso de novo. Sabe como isso se chama? Necessidade de atenção. Tem uma prima minha que faz psicologia e me disse que...

SECRETÁRIA - Pode entrar. A doutora Rosana já está aguardando.
PÉRICLES - Ahn? Já? Muito obrigado.
Na sala da doutora:
PÉRICLES - Prazer, doutora. Péricles.
DOUTORA - Desculpe pelo atraso, a paciente anterior demorou um pouco para desabafar.
PÉRICLES - Sem problemas doutora. Acho que não vamos demorar quase nada.
DOUTORA - Qual é o seu problema?
PÉRICLES - Sou o amigo da Carla, aquela que vem aqui três vezes por semana. Sabe?
DOUTORA - A prostituta bipolar?
PÉRICLES - Não, a manicure com mania de perseguição.
DOUTORA - Ah tá, a Carla do picuim loiro com raiz preta.
PÉRICLES - Essa mesma. A Carla, doutora, hahaha, vê se pode, hahahaha, disse que eu tinha que vir aqui só porque eu estou com uns problemas amorosos.
DOUTORA - Mais um homem que é casado e tá gostando do colega da mesa ao lado no trabalho? Isso se chama boiolice. Não costuma acontecer na sua idade, mas pode ser considerado normal.
PÉRICLES - Não doutora. Não é isso! Na verdade...
DOUTORA - Dê um porre nele e parta para o ataque. Se funcionar, vocês vão fazer sexo loucamente. Talvez ele não reaja muito bem porque estará alcoolizado, mas tudo vai dar certo. Se não funcionar, você será demitido. Posso ajudar em mais algo? São R$140 reais e pode pagar pra Sybelle, a secretária. A máquina do Visa tá quebrada, mas pode deixar um cheque com nome, telefone e RG atrás. Se for sem fundo, a gente te localiza. Se pensar em sustar o cheque, eu tenho meus contatos e você será um cara morto.
PÉRICLES - Eu tô apaixonado por uma foto!
DOUTORA - Como é? Deita aí rapaz...
PÉRICLES - Doutora, depois que eu vi o Orkut dela, eu me apaixonei. Eram tantos depoimentos falando que ela era gente boa, um amor de menina. A foto do perfil é tão delicada, ela está em frente a um espelho e se autofotografa com um celular Motorola V3. Mas o álbum tá bloqueado. Não deu pra ver outras fotos. Mas até a senhora se apaixonaria, garanto. Tem um computador com internet aqui? Eu mostro pra senhora.
A porta do banheiro do consultório se abre sozinha. Uma poça de sangue começa a escorrer. O corpo da verdadeira doutora aparece dentro do banheiro com várias marcas de garfadas e um croissant na boca que a impediu de respirar.
PÉRICLES - Mas o quê? Como?
FALSA DOUTORA - Ignora aquilo. Continue falando da sua amada foto. Você tem MSN?
PÉRICLES nota a presença de uma bolinha massageadora na mão da FALSA DOUTORA.
PÉRICLES - A senhora é a paciente gorda!
FALSA DOUTORA, agora PACIENTE GORDA - E você é um homem morto.
A PACIENTE GORDA tira um novo garfo da gaveta e enfia repetidas vezes no intestino de PÉRICLES. Para evitar gritos, ela coloca uma mexerica inteira em sua boca. Com apenas uma mão, ela abre um pacote de Ruffles e começa a comer. Ao mesmo tempo, o corpo de PÉRICLES é levado para o banheiro e acomodado em cima do da verdadeira psiquiatra. A PACIENTE GORDA marca um X vermelho em uma lista, acessa o Orkut, responde um scrap de uma amiga, coloca um novo jaleco, ainda não sujo de sangue, e volta a se sentar na mesa.
PACIENTE GORDA - Sybelle querida, pode mandar entrar o próximo paciente. Hoje o dia está uma loucura, não?
PROSTITUTA BIPOLAR entra no consultório.
PS: Post nº 100

8 comentários:

Lucas Alvares disse...

Muito bom o texto, mas... a mulher na verdade é uma psicóloga que atende em uma clinica psiquiátrica e manda o paciente/cliente se deitar, tal qual uma psicanalista. Licenças poéticas, ora pois...

Guiki disse...

Adoreeei!!
Sempre mto divertido!!
Seu blog é demais, o melhor!!
Abraços

Karina disse...

Você anda meio surtado...o que você fez com o livro das virtudes que sua mãe sempre questão de deixar na sua cabeceira?

"Péricles" (não, o personagem ainda tem nome de Epopéia grega, anyway...), psicólogo, amor por foto, mexirica pocã....aiai, deixa eu ir que amanhã eu pego meio-dia...

confissoesaesmo disse...

Medoooo de vc!
Mas adorei!
Ri muito aqui!
Cara, como vc escreve bem.
Quando crescer quero escrever igual!
:-)

CellaSing disse...

Você está muito perturbado ultimamente... já pensou em procurar um psiquiatra???

Acho até que tô começando a ficar preocupada com voismecê!

Thiago disse...

Quando eu penso que não, você se supera...

Thais Goetz disse...

muito grande

não vou ler

Thais Goetz disse...

Eu heim...