terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

Soneto da ausência

É claro que esse post não vai ser em formato de soneto MESMO, néah? Ia ser ficar muito elitizado, e você, óbvio, ia entrar em parafuso.

É só pra explicar a ausência, saca? Juro que é falta de tempo. Falta mesmo. Acho que daqui a duas três semanas eu consigo me reestabilizar. Acho. Enquanto isso, leia os blogs que estão na coluna aqui do lado direito. São legais. E suprem a imensa falta que você sente de mim.

Nenhum comentário: