quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

Na linha

- Essa semana eu me vesti com roupas mais ou menos sociais três vezes. Me disseram que é bom, já que envelhece e ajuda quem tem cara de pivete feições juvenis a ter mais credibilidade. Mas Mr. Murphy, que não me deixa sozinho nunca, estranhamente fez com que eu me sujasse nada discretamente nas três vezes. Graxa, catchup e um terceiro elemento que eu ainda não identifiquei marcaram as camisas sociais. Resultado: amanhã é camiseta de malha e All Star de novo. Posso ficar parecendo um adolescente bobo, mas pelo menos estarei limpo. Ser pobre e também não ser limpinho é demais.

- Ainda não sei se está valendo a pena implantar o ano da paz. Já me disseram que eu "peso" o clima quando eu chego, que eu atraio sentimentos negativos e que não importa o quão bonzinho eu seja, as pessoas ainda vão continuar brigando se o meu nome for citado. Bom, né? Continuo firme até ver que não vai ser saudável. Pra mim.

- Preciso de 15 dias na Promises. Ou em qualquer outra rehab, hotel-fazenda, retiro espiritual. Qualquer lugar que não seja casa/estágio/faculdade.

- Sabe quando até um comentário (que você realmente não entendeu qual o tom que deve ser lido) te deixa triste? Eu tô assim. Mas eu tô seguindo a Pitty: "guardo os pulsos pro final. Saída de emergência". Mentira, gente. Não tá assim também não.

- Será que se eu continuar culpando o rato pelo ano ruim alguma coisa pode mudar?

Frase do dia:

Não tem, passa amanhã

Um comentário:

Thais Goetz disse...

estou de volta

- Não gostei do novo visual
- Nem de partes do post
- Tô muito exigente...

No geral, preciso de ajuda virtua.!