quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

Pensamentos de um coração no momento daquele adeus

- Respira de novo. Vai, próximo abraço. As lágrimas começaram a cair de novo. Poxa, se controla. É o pensamento nela que não te deixa ir tranquilo, em paz, né?. Aliás, cadê? Você não vai embora sem vê-la. Pode ser a última vez. Tá, pode ser a última vez por muito tempo.

Ah, ali. Viu? Mas não quero me despedir dela agora. Despistadamente você vai para a próxima. Aquela ali. Mais lágrimas. Desculpa a minha fraqueza, mas na hora dela eu tentar vou ser forte. Gente, quanta saudade antecipada. Demorou mas chorou aquilo que estava há muito tempo guardado né? Tolinho...

Agora não tem como fugir. Chegou a vez. Capricha. Fala tudo aquilo que você guardou durante todo este ano. Vai! ... ... ... O quê? Foi só isso? Mas foi o abraço mais sem graça que você deu aqui. Desejou Feliz Natal pelo menos? Tanta espera por isso? E tudo que você tinha ensaiado? Me importunou por 365 dias para na hora de você agir, ficar parado. Ah, Fernando... desisto de você.

Um comentário:

Thais Goetz disse...

O próximo post faça ouvindo Yann Tiersen!

S2

adeus!

até a volta!
seios fartos!